Superliga Europeia: clubes anunciam criação de uma nova competição em oposição à Liga dos Campeões


Doze grandes times europeus anunciaram que estão criando uma nova competição, em oposição à Liga dos Campeões, chamada Superliga Europeia. O anúncio surpreendeu os amantes de futebol, pois, A UEFA Champions League (Liga dos Campeões) é um dos torneios mais assistidos no mundo inteiro. O comunicado gerou diversos questionamentos e atritos entre as entidades.

Os doze clubes fundadores e que confirmaram a participação no torneio foram: Arsenal, Atlético de Madrid, Barcelona, Chelsea, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Milan, Real Madrid e Tottenham. A entidade aguarda mais três participantes para fecharem o grupo de 15 clubes fundadores.

Conforme o comunicado divulgado, participarão da competição 20 agremiações, os 15 fundadores mais outros cinco que se classificarem com base no rendimento da temporada anterior. A previsão é que o torneio tenha início em agosto e a final seja nos últimos dias de maio em um confronto único. A partida será realizada em um estádio neutro.

Os 20 times serão divididos em dois grupos, com jogos dentro e fora de casa, dentro da mesma chave, no meio de semana. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para um mata-mata, com partidas de ida e volta. O intuito é que as fases finais do campeonato sejam efetuadas dentro de um mês.

As agremiações fundadoras da Superliga informaram que o projeto estabelece uma “base sustentável para o futuro a longo prazo, aumentando substancialmente a solidariedade e dando aos torcedores e jogadores amadores um fluxo regular de jogos de destaque que irão alimentar a sua paixão pelo jogo e, ao mesmo tempo, fornecer a eles um modelo atraente”.

Os representantes do projeto garantem que o campeonato irá proporcionar um crescimento econômico maior do que a Liga dos Campeões viabiliza atualmente.

Na nota, os organizadores afirmaram que planejam criar uma liga feminina após o início da competição masculina.

Superliga x UEFA x Fifa

A UEFA, que organiza as competições continentais do futebol europeu, se posicionou, com a apoio da Fifa, prometendo medidas severas aos times, incluindo o banimento de competições domésticas, internacionais e mundiais, caso organizem um novo torneio em oposição à Liga dos Campeões.

A confederação europeia de futebol se posicionou por meio de uma nota, na qual chamou a Superliga de um “projeto cínico, fundado no autointeresse de poucos clubes num momento em que a sociedade precisa de solidariedade, mais do que nunca”. Para a UEFA essas agremiações passaram do limite.

A Fifa, que também desaprova o novo projeto, afirmou que “só pode desaprovar uma Liga Europeia fechada e dissidente fora das estruturas do futebol”. A organização expressou estar firmemente posicionada em favor da solidariedade no futebol e de um modelo de redistribuição justo.

 

Com informações do Lance e Globo Esporte.

1 Comentário

  1. […] dia 18 deste mês, doze grandes clubes europeus haviam anunciado a criação da Superliga Europeia, uma nova competição em oposição à Liga dos Campeões (UEFA Champions […]

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *