Professores municipais fazem manifestação por retorno seguro às aulas


Foto: reprodução

A Associação dos Professores Municipais de Caieiras (APMC) realizou nesta terça-feira (04), uma manifestação em frente ao Paço Municipal, com o intuito de adiar a volta das aulas presenciais até que aconteça um retorno seguro a todos.

Os profissionais da educação retornarão nesta quarta-feira (05), para período de adaptação, enquanto os alunos devem ter aulas presenciais a partir do dia 17 deste mês.

As aulas presenciais na rede municipal funcionarão de forma escalonada, com o limite de 25% dos alunos em cada turma. Dessa maneira, cada estudante terá, ao menos uma vez na semana, sua participação presencial. Aqueles que não estiverem na escala do dia, manterão as atividades remotas.

Os professores fizeram uma carta aberta à população de Caieiras e aos familiares dos alunos da rede municipal, na qual afirmam que as escolas não estão preparadas para um retorno seguro.

A carta informa que não houve testagem nos funcionários da educação e o número de profissionais da limpeza é insuficiente para manter a higienização das escolas. As unidades escolares receberam uma quantia pequena de verba e, em razão disso, foi possível comprar poucos EPIs (Equipamento de Proteção Individual), álcool em gel e outros materiais necessários para o retorno, conforme indica o protocolo.

No município, poucos profissionais da educação tomaram, ao menos, a primeira dose da vacina contra a COVID-19. A declaração afirma que no retorno só dos professores, que aconteceu anteriormente, ocorreu em poucos dias um rápido contágio entre os funcionários e, por conta disso, as escolas foram fechadas.

A APMC alegou que a Secretaria de Educação não efetuou nenhuma fiscalização nas unidades escolares para o retorno das aulas.

 

Posicionamento da Prefeitura de Caieiras:

Durante a manifestação, o prefeito Gilmar Lagoinha não apareceu ou deu qualquer tipo de posicionamento. No entanto, a Secretária de Administração, Valeria Araújo, desceu até o estacionamento para conversar com os professores e, ao final, foi realizada uma reunião com cinco representantes da APMC.

A Associação dos Professores Municipais de Caieiras divulgou uma nota de esclarecimento sobre o que foi decidido na reunião, confirmando que as aulas presenciais voltarão no dia 17 de maio.

Confira na íntegra a nota de esclarecimento:

Realizamos hoje um ato simbólico em defesa da vida com cerca de 80 professores, no gramado do estacionamento do paço municipal, onde de maneira respeitosa, seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento, seguramos nossos cartazes utilizamos apitos por aplicativo, dizendo palavras de ordem para que fosse aberta uma negociação emergencial com a categoria.

Pedimos para conversar com a Valéria que faz parte da equipe jurídica da Prefeitura e esta equipe nos recebeu em uma das salas de reuniões do paço municipal.

Infelizmente o retorno presencial das aulas está mantido para o dia 17/05/21 atendendo a solicitação da Secretaria Estadual no nosso município e se faz necessário que os familiares continuem participando efetivamente neste debate, tendo vez e voz.

Foram quase 2 horas de reunião, onde pontuamos tudo o que temos como demanda, todos os problemas que nossas escolas têm nesse momento e deixamos claro que não abrimos mão do mínimo para que a segurança das nossas vidas seja resguardada e consequentemente as dos nossos alunos que são sim nossa prioridade, partindo do princípio que TODAS as vidas são importantes.

A Secretária de Educação Kelynn participou das negociações e o prefeito Gilmar Lagoinha, de maneira rápida, também falou conosco se colocando inteiramente a disposição em atender tudo o que for possível.

Ficando-nos assegurados neste momento:

  • Testes serão realizados em todos os funcionários da educação sexta e sábado desta semana das 9 até as 17, onde receberemos o cronograma de organização e os resultados saem na hora;

  • Vacinas as 2ª dose da vacina para os 20% dos 1200 funcionários acontecerá neste sábado e as demais vacinas já estão sendo providenciadas para atender essa demanda de maneira rápida;

  • Quanto ao retorno presencial dos professores previsto para o dia 05/05, depois de intensa negociação, conseguimos que seja de maneira escalonada e em tempo reduzido, ou seja, não ficaremos todo o período do dia 5 e 6, as escolas vão precisar se organizar para nos receber e quem for do grupo de risco precisará ser incluído nesta organização sem que precise se colocar em risco;

  • Vigilância Sanitária o alvará da vigilância sanitária para o uso das caixas d’água das escolas encontram-se em ordem até julho/2021 e no período de recesso será feito a higienização;

  • Kit alimentação das famílias será mantido;

  • Pagamento dos VTs dos funcionários ocorrerá ainda esta semana por folha suplementar.

Por fim ficamos imensamente agradecidos com quem se dispôs a sair de sua casa e lutar por TODOS e a luta ela é árdua e nunca para!.

Comentários

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *