Saiba mais: Franco da Rocha e Caieiras abrem inscrições para a castração gratuita de cães e gatos


Foto: Freepik

Nesta quarta-feira (09), as Prefeituras de Franco da Rocha e de Caieiras informaram a abertura das inscrições para a castração gratuita de cães e gatos.

Franco da Rocha

Em Franco da Rocha, os munícipes podem fazer o agendamento para realizar o cadastro presencialmente. Neste caso, é necessário entrar em contato pelos telefones: (11) 4800-1926 ou (11) 4800-1927, de segunda a sexta-feira, das 09h às 12h ou das 14h às 16h.

É possível também efetuar o cadastro através deste formulário. Aqueles que optarem por este meio, após o preenchimento, deve aguardar a Unidade de Vigilância de Zoonoses entrar em contato para passar o dia e horário do agendamento com a clínica conveniada.

O programa é destinado somente aos moradores de Franco da Rocha. Em razão disso, no ato do agendamento é necessário apresentar comprovante de endereço em nome da pessoa que está realizando o cadastro.

Caieiras

Em Caieiras, foi aberto o cadastro presencial para a segunda chamada da castração.

De acordo com as informações da Prefeitura de Caieiras, o ‘Castra Móvel’ iniciará as castrações pelo bairro Laranjeiras, a partir do dia 10 de junho. A primeira chamada já foi computada com os moradores que preencheram o cadastro pelo ‘Censo Pet’.

Os moradores de Laranjeiras que ainda não cadastraram seus pets, ainda podem realizar a inscrição. Para isso, o munícipe deve ir até a ETEC Paulo do Carmo Monteiro, situada na Rua Ermênio de Oliveira Penteado, 30, em Laranjeiras. Entre os dias 10 e 11 de junho, das 10h às 15h. É necessário levar as cópias dos seguintes documentos: comprovante de endereço do bairro Laranjeiras, em nome do proprietário do pet, RG, CPF e carteirinha de vacina (caso o pet possua).

No ato do cadastro, deverão ser informados quantos animais possui, idade, se é macho ou fêmea e espécie (cão ou gato). Importante destacar que não é necessário levar o pet no dia do cadastro.

O início das castrações no bairro Laranjeiras ocorreu após um levantamento da Prefeitura, por meio do ‘Censo Pet’, que apontou que esse é o bairro com maior número de animais não castrados, além do surgimento de casos de leishmaniose.

Comentários

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *