Ministério da Saúde garante correção após a troca das doses de vacina entre Amapá e Amazonas


Na quarta-feira (24), o Ministério da Saúde, comandado por Eduardo Pazuello, admitiu que errou e trocou a quantidade de doses da vacina contra a COVID-19 enviadas aos estados do Amazonas e Amapá.

O Amapá recebeu 78 mil doses da Oxford/AstraZeneca, enquanto o Amazonas recebeu apenas 2 mil imunizantes. A distribuição das vacinas segue a proporção de cada unidade da federação, o Amazonas que possui uma população quase cinco vezes maior do que o Amapá recebeu um número muito menor de doses, além de viver um período de crescimento dos casos e alta transmissão do vírus.

O Ministério da Saúde já tinha previsto ao Estado do Amazonas 120 mil imunizantes, sendo: 78 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca e 42 mil doses da CoronaVac. O governo amazonense informou que o envio do restante das doses deverá ser feito “nos próximos dias”.

Em nota, a pasta se pronunciou sobre o erro e garantiu que os imunizantes serão transferidos entre os estados ainda na madrugada desta quinta-feira (25).

Confira na íntegra a nota do Ministério da Saúde:

O Ministério da Saúde informa que o Amazonas e o Amapá receberão, ainda esta madrugada, as quantidades de doses corretas reservadas aos estados nesta quinta etapa de distribuição de vacinas.

O estado do Amazonas receberá 76 mil doses adicionais que haviam sido entregues ao Amapá, totalizando 78 mil vacinas. O Amapá, por sua vez, ficará com as 2 mil correspondentes ao seu público-alvo para esta etapa de entregas da campanha.

O Ministério da Saúde já enviou mais de 15 milhões de doses aos estados desde 18 de janeiro, quando deu início ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Até julho, serão distribuídas mais 200 milhões, suficientes para vacinar 50% da população brasileira.

Comentários

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *