Evento em Caieiras revive o encanto dos bailes negros das décadas de 60 a 80

Com o tema “A democracia me ensina a dançar e homenagear”, o primeiro Kizomba Caieiras Baile Nostalgia faz um resgate de momentos históricos para a juventude negra da época

No dia 6 de agosto, a partir das 18h, quem for ao Teatro Municipal de Caieiras terá a oportunidade de voltar no tempo e reviver um período eletrizante, relevante e histórico para a juventude negra nas décadas de 1960 a 1980. Trata-se do primeiro Kizomba Caieiras Baile Nostalgia, cujo intuito é celebrar a cultura dos bailes negros ocorridos naquele período, por meio de um resgate da memória, identidade e magia dessas festas consideradas tão nostálgicas.

Na ocasião, o som dos bailes black e nostalgia e do rock (atual samba rock) vão agitar Caieiras.  Em São Paulo, inclusive, o baile black foi o grande sucesso das periferias paulistanas, na década de 70, e teve um papel fundamental para a autoestima dos jovens negros da época.

Com o tema “A democracia me ensina a dançar e homenagear”, o evento é organizado pelo produtor cultural Adilson Simões de Almeida, conhecido como Addilson 4P, e pela produtora Atairu Cultura e Multimídia, com aprovação do Proac municipal de Caieiras.

“Há muitos anos, eu desenvolvi esse projeto em São Paulo e, agora, resolvemos transformá-lo em um verdadeiro protesto musical, já que ele nos remete ao período da Black News (notícias voltadas para a comunidade negra) e da revista Billboard, quando falávamos sobre cultura negra, manifestada pela grande massa por meio das músicas e bailes”, explica Addilson. Ele também conta que já fez parte de vários grupos de dança e que agora traz para Caieiras grandes músicas nostálgicas.

Para Tamires Santana, produtora cultural e fundadora da Atairu, o patrimônio imaterial da cultura negra e de suas lutas são um processo de reafirmação. “Esse evento permite que a população conheça mais sobre as contribuições dos povos negros para a sociedade e participe de debates atuais que visam à luta para tirá-los das margens sociais”, completa Santana.

Dentro da programação, a festividade terá a apresentação da Equipe de Dança Na Base Vem, Toninho Crespo e banda e a homenagem de 20 pessoas da região do Consórcio Intermunicipal dos Municípios da Bacia do Juquery (CIMBAJU), que atuam no combate à desigualdade racial.

Primeiro Kizomba Caieiras Baile Nostalgia visa ser um momento único ao reunir, no mesmo espaço, aspectos fundamentais na formação da identidade negra. O termo kizomba, inclusive, se refere a um gênero musical oriundo de Angola, na década de 80, e está profundamente ligado à festa do povo negro que resistiu à escravidão. Seu estilo é marcado pela sensualidade e conexão corporal. A palavra deriva de outra terminologia angolana, kimbundo, cujo significado é festa.

A entrada para o evento é gratuita.