Bolacha de merenda?


Foto: Reprodução/Facebook Prefeitura de Caieiras

A Prefeitura de Caieiras, desde o início da semana, tem divulgado vídeos em suas redes sociais sobre a volta às aulas, que ocorreu na segunda-feira (17). Foram entrevistados professores, alunos e profissionais da limpeza de algumas escolas da rede municipal, assim como outros envolvidos na comunidade escolar.

Foto: Reprodução/Facebook da Prefeitura Municipal de Caieiras

O vídeo de ontem, quinta-feira (20), trata dos protocolos sanitários adotados para o retorno “seguro” dos alunos, mas também mostra algumas outras questões, como a alimentação neste período.

Crianças aparecem, mais de uma vez, recebendo bolacha maisena e um pedaço de bolo industrializado como refeição, o que já havia sido alertado que aconteceria por uma professora da rede municipal.

Segundo ela, durante as duas primeiras semanas após o retorno, essa seria a “merenda” servida nas escolas de Caieiras.

A técnica em alimentos formada pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE), Luana Vasconcelos, explica que segundo o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar),  a merenda escolar auxilia crianças e adolescentes a estarem mais bem nutridos e concentrados nas aulas. O cardápio, diz ela, deve conter os valores nutricionais para suprir as necessidades alimentares de cada um, conforme preparado pela nutricionista mensalmente e respeitando a pirâmide alimentar.

O PNAE, conforme Luana, até permite bolinhos caseiros e biscoitos como complemento na merenda, desde que sejam provenientes de pequenos agricultores familiares e não alimentos processados e industrializados. Além disso, deve-se ofertar frutas, verduras e legumes, sempre tendo como base as boas práticas de alimentação e nutrição.

“Qual é o mais saudável, o bolinho da fábrica com química para conservar mais tempo nas prateleiras, ou bolinhos caseiros feitos com todos os cuidados de higiene?”, questiona.
Foto: Reprodução/Facebook da Prefeitura Municipal de Caieiras

O que diz a Prefeitura?

A Prefeitura de Caieiras foi procurada, por meio de sua assessoria de imprensa e pela Secretaria Municipal de Educação, mas não encaminhou nenhum esclarecimento sobre o vídeo até o fechamento desta reportagem.

Comentários

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *