Boi na Linha – Edição 05 – Batatinha frita – 1, 2, 3…

Batatinha frita – 1, 2, 3…

O hype de Round 6 já baixou, mas parece que na Vila do Chaves ainda tem gente se inspirando na famosa bonequinha da série pra derrubar a coleguinha de trabalho.

Não gostou do que viu, apelou pra “moral e bons costumes” do “cidadão de bem” e mandou mais uma de volta pra casa.

Tá puxado!

É, Coroinha… a Vila do Chaves “tá puxado”!

Quase um ano passou e o novato só entregou (de novo) o que já estava entregue. A população até perdeu as contas de quantos espaços foram reinaugurados como se fossem novos. É maquiagem que chama?

Tá tudo azul…

Letras miúdas

Falando em maquiagem, o Novato gosta de viver perigosamente, apostando que ninguém vai ler as letras miúdas.
Comemorou que a Vila do Chaves “tá puxada” no estudo da CLP, mas não se ligou nas datas.
Que mico!

Não tira o olho do celular…

O Fiel Companheiro parece que andou faltando nas aulas da autoescola. Num domingo qualquer, publicou, na maior tranquilidade,  um vídeo nas suas redes sociais enquanto pilotava seu possante. Fosse um cidadão comum, os amarelinhos teriam aparecido na hora…

E a turminha do Ensino Médio, hein?

Cada dia uma novidade da turminha do Ensino Médio.

Que eles andaram faltando numas aulas por aí, todo mundo já sabia, mas, pelo visto, eles são contagiantes.

O Brasil ficou internacional, Dom Pedro I proclamou a República, se “embreagaram” (sic) tanto que “anticiparam” (sic) a vacinação.

Um show (de vergonha alheia)!

Todo dia um 7 x 1 diferente

 A vida não tá fácil mesmo pro Novato e pro Tesouro. Queriam dar as cartas na Ordem, mas o tiro saiu pela culatra.
Nem apelando pra alguns contos de réis e pro coronelismo, que seu fã-clube sempre criticou (mas faz igualzinho), deu certo.

 

“Boi na Linha” é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.