Avenida Abel Rizardi: via de ligação entre Caieiras e Franco da Rocha completa 3 meses interditada


Foto: Luiz Berti / Expresso Urbano

O prefeito do município de Caieiras, Gilmar Lagoinha, interditou no dia 08 de janeiro deste ano a Avenida Abel Rizardi, no Serpa, também conhecida como Salvador da Pátria. A via é uma ligação entre Caieiras e Franco da Rocha, que tem como objetivo diminuir o trânsito na rodovia SP-332.

A Avenida foi inaugurada no dia 14 de dezembro de 2020 pelo ex-prefeito da cidade, Gersinho Romero. Lagoinha anunciou a interdição do local por meio de um vídeo divulgado nas redes sociais, no qual explica que após uma análise realizada pelas Secretarias de Segurança Pública, Mobilidade Urbana e Obras, foram identificadas diversas irregularidades, que, segundo as equipes, comprometeriam a segurança dos motoristas. Dentre os riscos, foi destacado a possibilidade de descarga elétrica, por conta da baixa altura da rede de energia que transpõe o final da via e a falta de estrutura para o tráfego de veículos pesados, pois, a Prefeitura alega que a construção foi feita em aterro irregular.

No dia 10 de janeiro, o prefeito publicou outro vídeo em que estava acompanhando a equipe da Elektro durante o levantamento da rede elétrica no final da Abel Rizardi. O mesmo destaca que esse era uns dos motivos da proibição da circulação de caminhões na Avenida, além de informar que ainda faltavam outros reparos para poder liberá-la. “Creio que em breve reabriremos está via, para que a população ao entorno continue tendo essa via como acesso”, finaliza Lagoinha.

Desde então, a Prefeitura não se pronunciou sobre o andamento das obras de reparos no local e ainda não informou a previsão de reabertura. Hoje (08), a Avenida Abel Rizardi completa três meses interditada.

Na época em que a via foi fechada, diversos cidadãos reclamaram sobre a medida. Muitos alegaram falta de transparência da parte do prefeito e dos secretários por não apresentarem à população as principais irregularidades encontradas para fechar o acesso.

O Expresso Urbano perguntou nas redes sociais se os cidadãos que utilizavam a Avenida Abel Rizardi concordavam com a interdição. “Um verdadeiro ABSURDO! A Avenida não resolveu o problema, mas melhorou muito, tem que abrir urgente”, disse um munícipe. Uma internauta que também não aprova a situação expressou “Todas as noites ela é muito movimentada. Então onde está a interdição e/ou restrição?”. “Usava. Não concordo. Se há problema na via tem que ser solucionado”, opinou outra cidadã.

No dia 29 de março, uma munícipe entrou em contato com a redação do Expresso Urbano sugerindo que o portal entrasse em contato com a Prefeitura de Caieiras para saber o motivo da Avenida ainda estar interditada, pois, de acordo com a mesma, diversas pessoas utilizam o acesso como pista de caminhada, além de carros e pessoas ficaram aglomeradas. A munícipe ainda ressalta que os frequentadores da via ficam sem máscara no local, gerando um ambiente de contaminação da COVID-19.

O que diz a Prefeitura:

A Redação do Expresso Urbano questionou a Prefeitura de Caieiras a respeito da utilização indevida da via interditada e sobre o andamento das obras de reparos. No entanto, até o fechamento desta reportagem não obteve resposta.

1 Comentário

  1. junior
    8 de abril de 2021
    Responder

    Infelizmente essa situação que a nova gestão está fazendo para solucionar a nossas dificuldades Ô Povinho que vota mal por isso paga e as outras pessoas que sabe votar paga por elas que não sabem infelizmente é a cidade que nós vivemos

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *