Por que 21 de abril é feriado?


Você sabe o motivo do dia 21 de abril ser feriado nacional? Pois bem, no dia de hoje comemoramos o Dia de Tiradentes, o mineiro Joaquim José da Silva Xavier, um dos heróis da Inconfidência Mineira. Na verdade, hoje é o aniversário do enforcamento e esquartejamento de Tiradentes que aconteceu em 21 de abril de 1792.

A Inconfidência Mineira foi uma revolta, iniciada em 1789, que buscava a independência do Brasil do domínio colonial português. O movimento, inspirado nos ideais do Iluminismo e com forte influência da Revolução Americana (a Revolução Francesa também começou no mesmo ano), foi organizado pela elite socioeconômica de Minas Gerais que, na época, era a capitania mais rica do Brasil por conta do grande volume de extração de ouro.

No entanto, quando a extração do ouro começou a decair, Portugal passou a pressionar por mais impostos. No ano de 1788, o Visconde de Barbacena assumiu o governo de Minas e ordenou a realização da “derrama”, ou seja, quem não pagava os impostos tinha os soldados da Coroa invadindo suas casas para a retirada dos bens e, dessa maneira, ter a dívida quitada.

Esta foi a gota d’água para a revolta que, no entanto, não deu certo, uma vez que o movimento foi traído por Joaquim Silvério dos Reis, que fez a denúncia para obter perdão de suas dívidas com a Coroa. Uma delação premiada. Alguém que, por motivos escusos, traiu a Nação.

Uma triste curiosidade: todos os líderes da Inconfidência Mineira tiveram suas penas amenizadas, menos Tiradentes, o único que não fazia parte da elite. Ou seja, não é de hoje que os pobres sofrem as penas mais severas em nosso país.

Também aconteceu em 21 de abril

Apesar de não serem os motivos para o feriado, outros fatos também marcaram o dia 21 de abril.

Em 21 de abril de 1960, foi inaugurada, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, Brasília, a capital federal. Cidade planejada, Brasília está entre os principais representantes da arquitetura modernista da história, O projeto arquitetônico e urbanístico do plano piloto foi elaborado por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Por seu valor inestimável, Brasília foi reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade, em dezembro de 1987.

No ano de 1985, outro mineiro, o político Tancredo Neves, político brasileiro, morria. Tancredo seria o primeiro presidente do Brasil, depois da ditadura militar, tendo sido eleito, ainda que indiretamente, em 15 de janeiro de 1985. No entanto, adoeceu gravemente em 14 de março do mesmo ano, na véspera da posse e morreu em 21 de abril, aos 75 anos, comovendo todo o país.

E, há exatos 15 anos, morria, aos 74 anos, o também mineiro Telê Santana, futebolista e treinador. Quando Telê era jogador, no Fluminense, tinha o apelido de “Fio de Esperança”, que recebeu após um concurso entre os torcedores promovido pelo jornalista Mário Filho, então diretor do Jornal dos Sports. Um dos maiores treinadores da história do futebol, Mestre Telê figurou entre os 35 melhores do mundo, inesquecível na seleção brasileira, apesar da fatídica derrota para a Itália em 1982, e consagrado no São Paulo Futebol Clube, onde foi bicampeão da Taça Libertadores da América e bicampeão mundial.

1 Comentário

  1. Gerson
    21 de abril de 2021
    Responder

    Muito bacana a história de tira-dentes , isso mostra como evoluímos democraticamente, mostra também que a justiça seja qual for a época não muda , sofrem mas os desprivilegiados
    e humildes .
    Também estou gostando da forma como o expresso urbano está transmitindo suas informações .

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *