Dória reduz imposto da carne e zera o do leite

Na coletiva desta quarta-feira (17), o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), anunciou que o estado isentará o pagamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para o leite pasteurizado, além de reduzir, quase pela metade – de 13,3 para 7% – para as carnes bovina, suína e de aves. Esses produtos representam algo em torno de 30% dos custos do setor de bares e alimentos.

O imposto sobre a carne será reduzido nos estabelecimentos inscritos no Simples Nacional,  o que deve atingir pequenos açougues e mercearias de bairro, que são os mais fragilizados durante o período de restrições imposto pela pandemia. A isenção tributária em relação ao leite tinha sido encerrada em janeiro, mas volta a valer a partir de abril.

O governador anunciou, ainda, duas medidas para ajudar pequenos e microempresários: a suspensão, até 30 de abril, do corte de fornecimento de água e gás para o comércio e um programa de R$ 100 milhões de crédito com juros baixos.

Dória X Bolsonaro

O governador criticou, mais uma vez, a atuação de Jair Bolsonaro diante da pandemia. Dória voltou a falar que o governo federal não tem cumprido seu papel de garantir a manutenção das famílias por meio do auxílio emergencial e de proporcionar vacinação em massa para a população brasileira.

Em contrapartida, anunciou a entrega, pelo Instituto Butantan, de mais 2 milhões de doses  de Coronavac para o Ministério da Saúde e a antecipação, para dia 19 de março, da vacinação dos idosos com idade entre 72 e 74 em todo o estado de São Paulo.