Cresce número de crianças fora da escola, diz Unicef


Foto: REUTERS/AMANDA PEROBELLI

Mais de 667 mil crianças entre 6 e 17 anos, só no Estado de São Paulo, se afastaram da escola em 2020 por causa das dificuldades impostas pela pandemia. É o que mostra relatório divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com a Cenpec Educação.

No Brasil, esse número supera os 5 milhões, sendo que no ano de 2019, era cerca de 1,1 milhões, o que mostra o tamanho do estrago causado pelas desigualdades do país no acesso à escola.

Cerca de 40% delas tinham entre 6 e 10 anos, período de alfabetização e do aprendizado elementar da educação básica. Entre os jovens entre 15 e 17 anos, esse porcentual é de 31,8% e de 11 a 14 anos, 27,8%. Segundo a Unicef, esses resultados apresentam o risco de fazer com que o Brasil volte 20 anos no tempo no que diz respeito ao acesso à educação.

Ainda de acordo com o relatório, a maioria das crianças e adolescentes que estão fora da escola são pretos, pardos e indígenas e de famílias que vivem com renda domiciliar per capita de até meio salário mínimo.

Com informações do G1 e da Carta Capital.

Comentários

Escreva seu comentário no campo abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *